<BODY> ~*~* Meu Bebê Dudu *~*~


Dudu




Meu filhinho Eduardo nasceu no dia 17 de setembro de 2005, às 1h 40, em Brasília/DF, pesando 3,915kg e medindo 51 cm, um garotão com certeza! Hoje ele está às vésperas de completar 2 anos. É um menino muito ativo, carinhoso e inteligente. Uma maravilha!


1º Blog – Gravidez
2º Blog – Parto
3º Blog – Vida de Bebê
4º Blog – Até 1 Ano



Mamãe




Meu nome é Catarina e sou autora desde blog que começou em 29/5/2005. Aqui estão registradas as experiências de uma mãe de primeira viagem muito feliz desde a descoberta da gravidez em 9/1/2005. Na época eu tinha 28 anos e 6 anos de casada com o Rubens, pai do Dudu. Deixo aqui nossos momentos de alegria, ansiedade, paz e luta para eternizá-los na memória dos que lerem este blog.



Papai




Este é o pai do Dudu e meu marido com quem sou casada desde maio/1999. Ele é um pai muito carinhoso e presente.



Irmão Guilherme




:: Blog do Guilherme



Na Barriga




A gravidez do Dudu foi o período mais feliz e pleno de toda a minha vida. A felicidade em estar grávida era tanta que todos os desconfortos foram recebidos com alegria. Fiquei grávida por 40 semanas e 3 dias, engordei 17 kg e aprendi bastante sobre gravidez e parto. Tivemos uma doula que nos ajudou muito antes, no dia do parto e depois dele, a querida Clarissa Kahn.



Parto




Senti as primeiras contrações às 10h 30 do dia 16/9 no trabalho, onde fiquei até às 17h. Minha intenção era ficar o maior tempo possível em casa evitando assim intervenções desnecessárias e assegurando a chance de ter um parto normal. Desde que engravidei meu sonho era trazer o Dudu ao mundo da forma mais natural possível. Assim, naquele dia senti a dor mais maravilhosa que existe e num turbilhão de emoções o Dudu nasceu após 6 horas de trabalho de parto ativo. Como foi fantástico sentí-lo sair de mim! Depois desse dia tive certeza que eu era capaz de tudo na vida e me sentia uma vencedora de maratona. Obrigada, Dudu, por ajudar a mamãe nesta hora tão crítica.



Amigos


:: Adri, Sofya e Emanuelle
:: Ageu e Matheus
:: Alê e Pedro Luís
:: Aline e Júlia
:: Aline e Bárbara
:: Aline e Ric
:: Alyne e Matheus
:: Ana e Lorenzo
:: Andreza e Teru
:: Ângela e Matheus
:: Bia e Lucas
:: Bia, Lucas e Thiago
:: Bia, Yohana e Yan
:: Bina e Brenda
:: Carla e Marina
:: Cris e Ícaro
:: Cris e Lucas
:: Cristina e Sarah
:: Cristina, Ingrid e Anne
:: Chrystina, Bruno e JP
:: Dani e Caio
:: Dedéia, Pedro e Júlia
:: Eva e Lucas
:: Fabi e Catarina
:: Jack, Ruan e Paulo Victor
:: Jane e Maria Júlia
:: Kátia Regina e Ana Luísa
:: Keila, Lucas e Gabriel
:: Keity e Lucas
:: Lílian e Nicolas
:: Lisa e Eduardo
:: Lívia e Miguel
:: Lu, Guilherme e Gustavo
:: Mary e Camila
:: Nádila e André
:: Noelma, Pedro e Ana
:: Paty e Gigio
:: Pri, João e Maria
:: Ranne e Maurinho
:: Renata, Isabella e Eric
:: Ruth e Davi
:: Roseli e Breno
:: Ryvane e Ana Clara
:: Selma, Alex e Natália
:: Simoni e Henrique
:: Tábata, Gab e Gui
:: Taci e Danilo
:: Telma e David
:: Valéria e Júlia
:: Valéria e Tikinha
:: Vanessa, Davi e Pedro
:: Ví e Amélie (senha)
:: Vi, Thiago e Júlia
:: Rosileide e Ana Beatriz
:: Bia e Biel
:: Camila e Helena
:: Kelly e Eduardo
:: Fran e Madu
:: Fê Biel e Gui
:: Flávia, Giovanna e Miguel
:: Roberta, Lucas e Diego
:: Mara e Bia
:: Lígia e Vivi
:: Lea e Davi
:: Fabi, Babi e Bia
:: Débora e Dudu
:: Fê e Amandinha
:: Vivi e Francisco
:: Márcia e Mel
:: Simoni e ?
:: Thaty e Alice



Visitas




Mural





Hoje é...






Música





Link-nos


Pegue nosso selinho





Pegue nosso selinho





Pegue nosso award







Passado


Blog Antigo

Arquivos:
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Outubro 2009
Março 2010
Maio 2010



Parceria



Blog Brasil Acadêmico


Créditos



Conceitos Design

eXTReMe Tracker





quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Lilypie 3rd Birthday Ticker



Dia 17 de setembro



No caminho para casa, meu marido teve a idéia de levar um bolo para cantar parabéns para o Dudu. Foi tão legal, o Rubens todo empolgado, firme na decisão de cantar os parabéns para o filho no dia 17 mesmo. Digo isso, pois em geral, quem sempre se mete a fazer festas sou eu, enquanto o Rubens dá o apoio moral.
Chegamos em casa com a embalagem do bolo nas mãos e o Dudu quase surtou de tanta ansiedade para cantar os parabéns. Cantamos e cortamos o bolo, cada um ganhou um pedaço e até o Guilherme experimentou. Depois, o Dudu pediu para descer da cadeira de refeições e começou a dizer:
- Mamãezinha cheiosa, papai lindo, lindo, quéo correr!

Deu para ver a felicidade do menino! Foi muito emocionante sentir o quanto o Dudu havia gostado da surpresa, sua carinha animada e suas frases carinhosas. Tão bonitinho! Aí não me contive, o abracei e disse:
- Ô meu amor! Coisa linda!Vc está feliz, né Dudu? Vamos correr!

Larguei meu pedaço de bolo na mesa e corri atrás do Dudu pelo corredor fora do meu apartamento. Muito legal! Rimos à beça...

Preparativos da festa.


Escolhi as cores dos balões, das toalhas e da vela do aniversário. Comprei uns balões nº 5 das cores vermelho, laranja e amarelo para fazer frutas e colocá-las em cestas de vime, como se tivessem sido colhidas... Cortei formas de folhas no papel crepom verde para prender aos balões. Minha idéia é que pareçam maçãs, laranjas e limões. Fiz o teste e ficou legal. Colocarei aquela palha espalhada pela mesa temática e dentro das cestas de vime com os balõezinhos. Com um tecido laranjado tipo estopa e farei um enfeite para os cestos. Ah, tentarei fazer um cacho de bananas usando balões “minhoca” amarelos. Se der certo ou não, rs..., fotografarei para vcs verem, rs...
Comprei as embalagens e faltam os refris, sucos e sorvetes. Esse último só posso comprar no dia pois não tenho espaço na minha geladeira e o freezer do salão de festas é fraquinho.
Eu havia fechado o pacote da decoração com 400 balões, mas acabei recusando as lembrancinhas e aumentando para 800 balões. Acho que ficará bem bonito!

Hoje, 19-9, faltando dois dias para o aniversário, me dei conta que o Dudu não tem sapatos para a festa. Ele perdeu os tênis numa velocidade maior que eu conseguisse substituí-los. Preciso comprar seu tênis da festa número 24 ou sandálias, pois as dele estão mais surradas que tudo, vcs imaginam por que, né?

Bom, pelo menos, consegui comprar uma roupa especial para mim. Quando a gente vira mãe, dispomos de tão pouco tempo para nós que às vezes esquecemos que também somos gente. E outra, ainda estou gordinha e não é qualquer coisa que fica bem no meu corpo. Não sou sistemática para comprar roupas, mas tenho tido dificuldades de encontrar algo “usável” em lojas de departamentos, feiras (eu adoro) e mesmo shoppings. Achei uma loja na minha quadra, de confecção própria que consegue fazer roupas que realmente me deixam bem. O problema é o preço horroroso que eles praticam. Afe! Mas não tenho pra onde correr, a menos que queira parecer um saco de pano amarrado, rs... Aí, comprei um vestido estampado que ficou lindo no meu corpinho sarado de “cintura de ovo”. Rs... O tal vestido até me deixou mais magra! Um milagre! Como meu estilo é mais discreto, uso mais calças compridas e bermudas, o vestido bonito ficará numa vitrine em exposição no meu quarto, rs... No aniver do Dudu, estarei vestida de mulher. Vamos ver depois nas fotos se virei uma Zeta Jones na entrega do Oscar ou o palhaço gordo sem sexo definido do Cirque du soleil, rs...

Chupeta boa ou má?


Ontem o Dudu pediu a chupeta na hora de dormir e meu marido disse que doeria sua língua. Como o menino é muito esperto, retrucou logo :- A linhgua meorou! Mesmo assim dormiu sem a borracha. Percebi que ele está mais nervoso e pede colo o tempo todo esta semana sem a sua "chupetinha". Depois que li o que a Luciana escreveu sobre sua experiência com seu filho, fiquei pensando. Hoje à noite, meu marido conversará com ele sobre a chupeta, dizendo que é só para hora de dormir e se ele a quiser, daremos.
*
*
Pô, deixa ele chupar chupeta! O que tem de tão grave? Um dia ele a largará, pois nunca vi adulto (normal) chupando chupeta... E outra, praticamente todas as crianças usarão aparelhos nos dentes, mesmo as que nunca chuparam nada (dentes tortos = fatores genéticos e alimentares). Como a Luciana escreveu nos comentários, às vezes pensamos que por nossos filhos serem espertinhos, falarem bem e entenderem tudo, deixaram de ser crianças. No fundo eles são muito sensíveis e carentes, temos que nos policiar para não exigir tanto dos nossos "prodígios". Obrigada pela dica Luciana!
*
*
Beijos a todas.



Às 10:38

0 Aqui também pode!

0 Comentários:

Post a Comment