<BODY> ~*~* Meu Bebê Dudu *~*~


Dudu




Meu filhinho Eduardo nasceu no dia 17 de setembro de 2005, às 1h 40, em Brasília/DF, pesando 3,915kg e medindo 51 cm, um garotão com certeza! Hoje ele está às vésperas de completar 2 anos. É um menino muito ativo, carinhoso e inteligente. Uma maravilha!


1º Blog – Gravidez
2º Blog – Parto
3º Blog – Vida de Bebê
4º Blog – Até 1 Ano



Mamãe




Meu nome é Catarina e sou autora desde blog que começou em 29/5/2005. Aqui estão registradas as experiências de uma mãe de primeira viagem muito feliz desde a descoberta da gravidez em 9/1/2005. Na época eu tinha 28 anos e 6 anos de casada com o Rubens, pai do Dudu. Deixo aqui nossos momentos de alegria, ansiedade, paz e luta para eternizá-los na memória dos que lerem este blog.



Papai




Este é o pai do Dudu e meu marido com quem sou casada desde maio/1999. Ele é um pai muito carinhoso e presente.



Irmão Guilherme




:: Blog do Guilherme



Na Barriga




A gravidez do Dudu foi o período mais feliz e pleno de toda a minha vida. A felicidade em estar grávida era tanta que todos os desconfortos foram recebidos com alegria. Fiquei grávida por 40 semanas e 3 dias, engordei 17 kg e aprendi bastante sobre gravidez e parto. Tivemos uma doula que nos ajudou muito antes, no dia do parto e depois dele, a querida Clarissa Kahn.



Parto




Senti as primeiras contrações às 10h 30 do dia 16/9 no trabalho, onde fiquei até às 17h. Minha intenção era ficar o maior tempo possível em casa evitando assim intervenções desnecessárias e assegurando a chance de ter um parto normal. Desde que engravidei meu sonho era trazer o Dudu ao mundo da forma mais natural possível. Assim, naquele dia senti a dor mais maravilhosa que existe e num turbilhão de emoções o Dudu nasceu após 6 horas de trabalho de parto ativo. Como foi fantástico sentí-lo sair de mim! Depois desse dia tive certeza que eu era capaz de tudo na vida e me sentia uma vencedora de maratona. Obrigada, Dudu, por ajudar a mamãe nesta hora tão crítica.



Amigos


:: Adri, Sofya e Emanuelle
:: Ageu e Matheus
:: Alê e Pedro Luís
:: Aline e Júlia
:: Aline e Bárbara
:: Aline e Ric
:: Alyne e Matheus
:: Ana e Lorenzo
:: Andreza e Teru
:: Ângela e Matheus
:: Bia e Lucas
:: Bia, Lucas e Thiago
:: Bia, Yohana e Yan
:: Bina e Brenda
:: Carla e Marina
:: Cris e Ícaro
:: Cris e Lucas
:: Cristina e Sarah
:: Cristina, Ingrid e Anne
:: Chrystina, Bruno e JP
:: Dani e Caio
:: Dedéia, Pedro e Júlia
:: Eva e Lucas
:: Fabi e Catarina
:: Jack, Ruan e Paulo Victor
:: Jane e Maria Júlia
:: Kátia Regina e Ana Luísa
:: Keila, Lucas e Gabriel
:: Keity e Lucas
:: Lílian e Nicolas
:: Lisa e Eduardo
:: Lívia e Miguel
:: Lu, Guilherme e Gustavo
:: Mary e Camila
:: Nádila e André
:: Noelma, Pedro e Ana
:: Paty e Gigio
:: Pri, João e Maria
:: Ranne e Maurinho
:: Renata, Isabella e Eric
:: Ruth e Davi
:: Roseli e Breno
:: Ryvane e Ana Clara
:: Selma, Alex e Natália
:: Simoni e Henrique
:: Tábata, Gab e Gui
:: Taci e Danilo
:: Telma e David
:: Valéria e Júlia
:: Valéria e Tikinha
:: Vanessa, Davi e Pedro
:: Ví e Amélie (senha)
:: Vi, Thiago e Júlia
:: Rosileide e Ana Beatriz
:: Bia e Biel
:: Camila e Helena
:: Kelly e Eduardo
:: Fran e Madu
:: Fê Biel e Gui
:: Flávia, Giovanna e Miguel
:: Roberta, Lucas e Diego
:: Mara e Bia
:: Lígia e Vivi
:: Lea e Davi
:: Fabi, Babi e Bia
:: Débora e Dudu
:: Fê e Amandinha
:: Vivi e Francisco
:: Márcia e Mel
:: Simoni e ?
:: Thaty e Alice



Visitas




Mural





Hoje é...






Música





Link-nos


Pegue nosso selinho





Pegue nosso selinho





Pegue nosso award







Passado


Blog Antigo

Arquivos:
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Outubro 2009
Março 2010
Maio 2010



Parceria



Blog Brasil Acadêmico


Créditos



Conceitos Design

eXTReMe Tracker





sexta-feira, 28 de março de 2008

Lilypie 3rd Birthday Ticker



Carinho em palavras
*
Todos os dias, depois que coloco o Guilherme para dormir e janto, o Dudu logo arregala os olhos e pede:
- Mamãe, quéio surpêsa!

Eu o chamo e vamos para minha cama comer chocolate e assistir DVD. Rs... É o nosso momento de carinho, em que ficamos juntos, conto histórias para ele (ah, já consigo contar uma historinha toda para o Dudu e ele ainda pede para contá-la mais 3 vezes), ensino algumas letras, brincamos de cócegas e falamos o quando nos gostamos.

Enquanto assistíamos Madagascar, o Dudu virou para o pai de disse:
- Papai, eu te adoro!

O Rubens se derreteu todo, o abraçou e o beijou. Eu assisti a cena sentindo muita emoção e uma pitada de ciúme, rs... O mais legal é que foi tão espontâneo e tão verdadeiro! Às vezes, dizemos para as crianças falarem eu te amo ou outras coisas. Mas quando eles espontaneamente declaram seu amor, isso é extremamente gratificante. Dá a sensação de valeu a pena ter filhos. Parece que o amor é o único sentido que encontro para justificar a paternidade.

O Dudu tem essa capacidade de expressar em palavras seus sentimentos. Enquanto eu lia para ele o livro “Camila não quer emprestar seus brinquedos” ele me perguntou por que ela não emprestava. Pensei e respondi que era pelo mesmo motivo que ele não queria dar o pedaço de abacate verde para o Guilherme segurar quando cheguei do trabalho. Ele se calou e pensou. Perguntei a ele por que ele não gostava de emprestar seus brinquedos para o Guilherme. E ele disse que queria ficar com o papai, a mamãe, a Lú e a batchan, só não queria ficar com o Gui. Ou seja, com essas palavras, ele explicou o sentimento de ciúme que sente do irmão.

Diante disso, sempre que posso, incentivo que os irmãos digam um ao outro o quanto se gostam.
- Eu gosto muito de vc Dudu! Falo isso como se o Guilherme estivesse falando. Neste momento, o bebê abraça o Dudu e deita sua cabeça no irmão fazendo dengo:
- Ãmmmm, ãmmmm...
Aproveito e elogio o Guilherme dizendo que ele é muito carinhoso. Outras vezes levo o Dudu a dizer o quanto gosta do Guilherme. Será que essa manipulação é perdoável? Rs...

Nossa homeopata nos disse que devemos dizer boas palavras aos meninos, pois o cérebro as crianças recebe as palavras como ordens e eles passam a agir de acordo com a mensagem. Eu já havia lido sobre isso e apesar de não acreditar muito, tento dizer coisas boas a eles o tempo todo. Não sei direito se isso funcionará, mas sempre digo o quanto são bonitos, sabidos e carinhosos. Será que dá certo? Rs...

Ontem, entreguei o ovo de páscoa que comprei para o Dudu e o menino ficou tão feliz que foi logo dizendo:

- Mamãe, quéio agadecê o coeinho da páscoa.
- Pode agradecer Dudu. Falei isso sem ter idéia de como o menino faria tal agradecimento, rs...
Ele ficou em pé em cima da cama, foi à janela e gritou:
- Obigado Coeio da Páscoa!
- De nada, Dudu. Falou o Dudu como se fosse o coelho respondendo, rs...
Dá pra não rir?

Consulta com homeopata.
Medidas. Dudu 2 anos e 6 meses: 15kg e 98cm

O Dudu cresceu 3cm em um mês e não engordou nada. Além de ter crescido muito, está no judô gastando muita energia 3 vezes por semana, acho que por isso não engordou. Tá bom.
*
Judô divertido. Durante as aulas o menino fica com as bochechas vermelhas e pingando de suor, imaginem porquê, rs... Estou gostando muito do judô e vejo que as crianças estão bem entrosadas. Os meninos, 6 alunos ao todo, “bombam” nas aulas e fico o tempo todo rindo. Eles são macacos mesmo, pulam, rolam, riem muito, gritam, correm e saltam. Dá pra ver que se divertem bastante nas aulas, que são mais brincadeiras que treino sistematizado. Eles saltaram no colchão, brincaram de retire o rabinho do burro, amassador, sumô e Huck.

Salto. O professor coloca a faixa no chão perto do colchão e os meninos saltam sem encostar na faixa. O professor vai afastando até os meninos não conseguirem alcançar o colchão.

Rabo do burro. Eles pegam as faixas do quimono, dobram e colocam penduradas nas calças como rabos. Ao mesmo tempo que têm que retirar o rabinho do colega, não podem deixar que retirem o seu.

Amassador. O professor jogava o colchão em cima dos meninos e os menores pulavam em cima. Bruto, né? Eles soltam gargalhadas de satisfação.
*
Sumô. Com 4 faixas formando um quadrado, o professor colocou os alunos dentro desse espaço e o objetivo era empurrar o colega até que ele saísse com os dois pés.

Huck. O professor arremessa os meninos no colchão.
Pode? Pergunta se eles gostam? Rs...

O Dudu participa de todas as brincadeiras, gritando e gargalhando. O professor tem muito cuidado com ele e com o Sílvio (Down). O lado bom da turma ser mista com meninos mais velhos é esta, as brincadeira são atividades físicas divertidíssimas. Para levar o Dudu embora, haja convencimento... A aula é de uma hora, mas o Dudu fica 2 horas! Rs...

Em alguns momentos eu achava que aqueles maravilhosos meninos macacos eram “tantan”, rs... Depois concluí que são mesmo é de borracha. Como podem cair daquele jeito sem nem se tocarem do fato? A matéria que os compõem é diferente, só pode ser, rs... A cada pirueta, eu pensava, dessa vez se "estrepa", mas que nada. Apesar de tudo, nenhum saiu machucado ou chorando. Bom, se machucou, só deve ter sentido em casa, rs... Sinceramente, não estou acostumada a esse mundo masculino, mas estou a cada dia mais fascinada. Eles são muito alegres e se divertem com pouco.
*
Beijos a todas.



Às 12:54

0 Aqui também pode!

0 Comentários:

Post a Comment