<BODY> ~*~* Meu Bebê Dudu *~*~


Dudu




Meu filhinho Eduardo nasceu no dia 17 de setembro de 2005, às 1h 40, em Brasília/DF, pesando 3,915kg e medindo 51 cm, um garotão com certeza! Hoje ele está às vésperas de completar 2 anos. É um menino muito ativo, carinhoso e inteligente. Uma maravilha!


1º Blog – Gravidez
2º Blog – Parto
3º Blog – Vida de Bebê
4º Blog – Até 1 Ano



Mamãe




Meu nome é Catarina e sou autora desde blog que começou em 29/5/2005. Aqui estão registradas as experiências de uma mãe de primeira viagem muito feliz desde a descoberta da gravidez em 9/1/2005. Na época eu tinha 28 anos e 6 anos de casada com o Rubens, pai do Dudu. Deixo aqui nossos momentos de alegria, ansiedade, paz e luta para eternizá-los na memória dos que lerem este blog.



Papai




Este é o pai do Dudu e meu marido com quem sou casada desde maio/1999. Ele é um pai muito carinhoso e presente.



Irmão Guilherme




:: Blog do Guilherme



Na Barriga




A gravidez do Dudu foi o período mais feliz e pleno de toda a minha vida. A felicidade em estar grávida era tanta que todos os desconfortos foram recebidos com alegria. Fiquei grávida por 40 semanas e 3 dias, engordei 17 kg e aprendi bastante sobre gravidez e parto. Tivemos uma doula que nos ajudou muito antes, no dia do parto e depois dele, a querida Clarissa Kahn.



Parto




Senti as primeiras contrações às 10h 30 do dia 16/9 no trabalho, onde fiquei até às 17h. Minha intenção era ficar o maior tempo possível em casa evitando assim intervenções desnecessárias e assegurando a chance de ter um parto normal. Desde que engravidei meu sonho era trazer o Dudu ao mundo da forma mais natural possível. Assim, naquele dia senti a dor mais maravilhosa que existe e num turbilhão de emoções o Dudu nasceu após 6 horas de trabalho de parto ativo. Como foi fantástico sentí-lo sair de mim! Depois desse dia tive certeza que eu era capaz de tudo na vida e me sentia uma vencedora de maratona. Obrigada, Dudu, por ajudar a mamãe nesta hora tão crítica.



Amigos


:: Adri, Sofya e Emanuelle
:: Ageu e Matheus
:: Alê e Pedro Luís
:: Aline e Júlia
:: Aline e Bárbara
:: Aline e Ric
:: Alyne e Matheus
:: Ana e Lorenzo
:: Andreza e Teru
:: Ângela e Matheus
:: Bia e Lucas
:: Bia, Lucas e Thiago
:: Bia, Yohana e Yan
:: Bina e Brenda
:: Carla e Marina
:: Cris e Ícaro
:: Cris e Lucas
:: Cristina e Sarah
:: Cristina, Ingrid e Anne
:: Chrystina, Bruno e JP
:: Dani e Caio
:: Dedéia, Pedro e Júlia
:: Eva e Lucas
:: Fabi e Catarina
:: Jack, Ruan e Paulo Victor
:: Jane e Maria Júlia
:: Kátia Regina e Ana Luísa
:: Keila, Lucas e Gabriel
:: Keity e Lucas
:: Lílian e Nicolas
:: Lisa e Eduardo
:: Lívia e Miguel
:: Lu, Guilherme e Gustavo
:: Mary e Camila
:: Nádila e André
:: Noelma, Pedro e Ana
:: Paty e Gigio
:: Pri, João e Maria
:: Ranne e Maurinho
:: Renata, Isabella e Eric
:: Ruth e Davi
:: Roseli e Breno
:: Ryvane e Ana Clara
:: Selma, Alex e Natália
:: Simoni e Henrique
:: Tábata, Gab e Gui
:: Taci e Danilo
:: Telma e David
:: Valéria e Júlia
:: Valéria e Tikinha
:: Vanessa, Davi e Pedro
:: Ví e Amélie (senha)
:: Vi, Thiago e Júlia
:: Rosileide e Ana Beatriz
:: Bia e Biel
:: Camila e Helena
:: Kelly e Eduardo
:: Fran e Madu
:: Fê Biel e Gui
:: Flávia, Giovanna e Miguel
:: Roberta, Lucas e Diego
:: Mara e Bia
:: Lígia e Vivi
:: Lea e Davi
:: Fabi, Babi e Bia
:: Débora e Dudu
:: Fê e Amandinha
:: Vivi e Francisco
:: Márcia e Mel
:: Simoni e ?
:: Thaty e Alice



Visitas




Mural





Hoje é...






Música





Link-nos


Pegue nosso selinho





Pegue nosso selinho





Pegue nosso award







Passado


Blog Antigo

Arquivos:
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Outubro 2009
Março 2010
Maio 2010



Parceria



Blog Brasil Acadêmico


Créditos



Conceitos Design

eXTReMe Tracker





quarta-feira, 9 de abril de 2008

Lilypie 3rd Birthday Ticker



Dia do Fico


Ufa!
A babá mudou de idéia e resolveu ficar! Nossa que sufoco! Cheguei do trabalho ontem com dor de cabeça.

O Rubens convenceu a moça depois de uma palestra igual àquelas de RH sobre motivação, rs...

A coitada estava sentida e com a auto-estima no chão. A Lú tem um senso de responsabilidade tão grande que críticas ao trabalho dela a desestabilizam completamente. A moça começa a achar que faz um trabalho ruim e daí entra em parafuso.

Eu disse à Lú que ela era excelente e que eu gostava muito do seu trabalho. Ela dava sempre o melhor de si e isso era o suficiente para mim. Torci para que ela realmente ficasse conosco.

Minha raiva da sogra até passou, pois querendo ou não, ela é da família e família, por mais difícil que seja, está lá na hora do aperto, né? Nem que seja para gerar o aperto, rs...

Já uma pessoa com vínculo mais frágil, no primeiro problema arruma as trouxas e vai embora. Por isso, por mais que tivesse vontade, não briguei com minha sogra.

Essa confusão, pelo menos serviu para eu colocar limites na interferência dela na nossa casa. Pois pensando bem, minha casa virou extensão da casa da sogra. Ela cozinhava na minha casa e levava para o marido, fazia compras para ambas as geladeiras, lavava a louça, retirava o lixo dos banheiros - essa era a parte boa - mas também, queria impor sua maneira de conduzir minha casa quando eu não estava. Daí, a pérola que soltou para humilhar a Lú:
- Vc não passa de uma empregada! Eu sou a avó dos meninos e mando aqui!

Afe! Não é para menos o estado em que a babá ficou, visto que há dias aguentava os desmandos da minha sogra.

Meu marido disse à mãe que a razão da babá ir embora era ela e a mulher ficou morta de culpa. A sogra conversou com a Lú e parece que a moça ficou menos arredia depois.

A regra é que a sogra só pode ir lá em casa quando nós estivermos. Eu mandei o Rubens dizer à mãe que não quero que ela cozinhe ou faça qualquer outra coisa lá em casa. Minha sogra só irá lá de visita para brincar com os netos. Nada de misturar as coisas.

Prometemos à Lú melhorar o ambiente de trabalho e dar-lhe folga 1 dia e meio, antes era só o domingo. Ainda precisamos muito da ajuda dela, mas os meninos crescendo, ficará mais fácil.

Hoje a levei à psicóloga da agência de babás para conversar um pouco. A Lu me disse que gostou, sentiu-se mais confiante para esquecer as mágoas e continuar o trabalho.

Confesso que estou morrendo de medo da babá mudar de idéia e ir embora, por mais que eu tente me convencer que acharei outra pessoa. Poxa, a gente se apega à pessoa, passa a gostar do jeito e se acostumar com ela no dia-a-dia. Não só por ser empregada, mas por ser uma pessoa de coração verdadeiramente bom. Eu admiro nossa babá.



Continuo...




Às 13:53

0 Aqui também pode!

0 Comentários:

Post a Comment