<BODY> ~*~* Meu Bebê Dudu *~*~


Dudu




Meu filhinho Eduardo nasceu no dia 17 de setembro de 2005, às 1h 40, em Brasília/DF, pesando 3,915kg e medindo 51 cm, um garotão com certeza! Hoje ele está às vésperas de completar 2 anos. É um menino muito ativo, carinhoso e inteligente. Uma maravilha!


1º Blog – Gravidez
2º Blog – Parto
3º Blog – Vida de Bebê
4º Blog – Até 1 Ano



Mamãe




Meu nome é Catarina e sou autora desde blog que começou em 29/5/2005. Aqui estão registradas as experiências de uma mãe de primeira viagem muito feliz desde a descoberta da gravidez em 9/1/2005. Na época eu tinha 28 anos e 6 anos de casada com o Rubens, pai do Dudu. Deixo aqui nossos momentos de alegria, ansiedade, paz e luta para eternizá-los na memória dos que lerem este blog.



Papai




Este é o pai do Dudu e meu marido com quem sou casada desde maio/1999. Ele é um pai muito carinhoso e presente.



Irmão Guilherme




:: Blog do Guilherme



Na Barriga




A gravidez do Dudu foi o período mais feliz e pleno de toda a minha vida. A felicidade em estar grávida era tanta que todos os desconfortos foram recebidos com alegria. Fiquei grávida por 40 semanas e 3 dias, engordei 17 kg e aprendi bastante sobre gravidez e parto. Tivemos uma doula que nos ajudou muito antes, no dia do parto e depois dele, a querida Clarissa Kahn.



Parto




Senti as primeiras contrações às 10h 30 do dia 16/9 no trabalho, onde fiquei até às 17h. Minha intenção era ficar o maior tempo possível em casa evitando assim intervenções desnecessárias e assegurando a chance de ter um parto normal. Desde que engravidei meu sonho era trazer o Dudu ao mundo da forma mais natural possível. Assim, naquele dia senti a dor mais maravilhosa que existe e num turbilhão de emoções o Dudu nasceu após 6 horas de trabalho de parto ativo. Como foi fantástico sentí-lo sair de mim! Depois desse dia tive certeza que eu era capaz de tudo na vida e me sentia uma vencedora de maratona. Obrigada, Dudu, por ajudar a mamãe nesta hora tão crítica.



Amigos


:: Adri, Sofya e Emanuelle
:: Ageu e Matheus
:: Alê e Pedro Luís
:: Aline e Júlia
:: Aline e Bárbara
:: Aline e Ric
:: Alyne e Matheus
:: Ana e Lorenzo
:: Andreza e Teru
:: Ângela e Matheus
:: Bia e Lucas
:: Bia, Lucas e Thiago
:: Bia, Yohana e Yan
:: Bina e Brenda
:: Carla e Marina
:: Cris e Ícaro
:: Cris e Lucas
:: Cristina e Sarah
:: Cristina, Ingrid e Anne
:: Chrystina, Bruno e JP
:: Dani e Caio
:: Dedéia, Pedro e Júlia
:: Eva e Lucas
:: Fabi e Catarina
:: Jack, Ruan e Paulo Victor
:: Jane e Maria Júlia
:: Kátia Regina e Ana Luísa
:: Keila, Lucas e Gabriel
:: Keity e Lucas
:: Lílian e Nicolas
:: Lisa e Eduardo
:: Lívia e Miguel
:: Lu, Guilherme e Gustavo
:: Mary e Camila
:: Nádila e André
:: Noelma, Pedro e Ana
:: Paty e Gigio
:: Pri, João e Maria
:: Ranne e Maurinho
:: Renata, Isabella e Eric
:: Ruth e Davi
:: Roseli e Breno
:: Ryvane e Ana Clara
:: Selma, Alex e Natália
:: Simoni e Henrique
:: Tábata, Gab e Gui
:: Taci e Danilo
:: Telma e David
:: Valéria e Júlia
:: Valéria e Tikinha
:: Vanessa, Davi e Pedro
:: Ví e Amélie (senha)
:: Vi, Thiago e Júlia
:: Rosileide e Ana Beatriz
:: Bia e Biel
:: Camila e Helena
:: Kelly e Eduardo
:: Fran e Madu
:: Fê Biel e Gui
:: Flávia, Giovanna e Miguel
:: Roberta, Lucas e Diego
:: Mara e Bia
:: Lígia e Vivi
:: Lea e Davi
:: Fabi, Babi e Bia
:: Débora e Dudu
:: Fê e Amandinha
:: Vivi e Francisco
:: Márcia e Mel
:: Simoni e ?
:: Thaty e Alice



Visitas




Mural





Hoje é...






Música





Link-nos


Pegue nosso selinho





Pegue nosso selinho





Pegue nosso award







Passado


Blog Antigo

Arquivos:
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Outubro 2009
Março 2010
Maio 2010



Parceria



Blog Brasil Acadêmico


Créditos



Conceitos Design

eXTReMe Tracker





terça-feira, 2 de junho de 2009

Lilypie 3rd Birthday Ticker



Voltei de viagem
Adivinhem onde eu estava?
Esta foto é num jardim ao pé da torre Eilffel em Paris.

Olá amigas!
A viagem foi fantástica! Muito melhor que eu imaginava! E outra, os meninos ficaram muito bem sem os pais e os pais também ficaram muito bem sem os filhos, rs... Parece que tiramos férias uns dos outros... Fazia muito tempo que eu não dormia tão bem, rs...

Inseguranças. Como seria ficar longe dos meninos por uma semana? Eu me perguntei várias vezes isso nos dias que antecederam nossa viagem. Dentro de mim o dilema de realizar um sonho antigo contra a dor de me afastar dos meus meninos. E se desse algo errado? Quem cuidaria dos meus filhos? Pensei logo num testamento, numa carta com algumas recomendações para os parentes que cuidariam dos meus filhos na pior das hipóteses. Conversei com o Rubens a respeito e escrevemos o tal “testamento” descrevendo nossa vontade de com quem deveria ficar com a guarda dos meninos e quem administraria a pensão. Contando agora é até cômico e parece desproporcional minha tendência a pensamentos trágicos, mas no dia, fiz a carta com o coração tão angustiado que logo as lágrimas atrapalharam o texto. Afe!

Faltando poucas horas para ir ao aeroporto, pensei em abraçar e beijar os meninos como se fosse nossa última vez em anos de separação. Olha o drama...
Peguei o Guilherme no colo, peguei o Dudu, beijei ambos, mas senti o peso da separação tão forte que tive vontade de desistir. Faltando poucos minutos para sair de casa, eu só pensava em desistir, olhava para os meninos, os abraçava, os beijava, mas por dentro eu estava arrasada.

Bom, pensei numa estratégia para que a partida fosse menos dolorosa para os meninos. Comprei uns brinquedos e na hora de sair, os entreguei ao Dudu e ao Guilherme. Parece que funcionou, pois os meninos ficaram entretidos com os presentes e não choraram com nossa partida.

Avião. Enfrentamos quase 14horas de vôo no trecho Brasília-SP-Paris. Tenho medo de viajar de avião, imaginem atravessar o oceano de madrugada? Que sensação ruim olhar pela janela e só ver a escuridão do mar. E as turbulências? Gelei de medo! Só relaxei quando o avião pousou.

O estresse inicial deu lugar à realização de meu sonho de conhecer Paris e realmente ela é uma cidade indescritível! Lindíssima e grandiosa! O ar de Paris.... Nossa, aproveitamos bastante e apesar do cansaço físico, a cabeça voltou nova em folha. Essa decisão de viajar veio como compensação por tudo de ruim que aconteceu no ano passado. Sempre tive esse sonho, até estudei um pouco de francês (o que me foi bem útil) e o momento de realizá-lo foi agora. Vi pessoas e construções diferentes, senti gostos diferentes, senti cheiros diferentes, rs... Passei uma semana sem usar perfume, pois por onde eu passava sentia cheiro de perfume francês e até ficava cheirosa pelo vento. Rs... Também foi marcante o cheiro dos deliciosos queijos fedidos. Os franceses nos trataram bem e voltei com uma nova consciência de conservação do ar e da água. A única coisa que não gostei foi da água que tem o gosto péssimo e nossos sabonetes/shampoos não fazem espuma. No mais, tudo maravilhoso e feliz! A volta pareceu mais rápida, mas tive medo e só relaxei quando pousamos em Brasília. Os meninos até hoje passam o dia todo dizendo que estão com saudades. Dizem o tempo todo que nos amam, tão bonitinho!
Para o Dudu eu trouxe um transformers e para o Guilherme bolas de tênis (ele adora bolas e Hi5), tudo comprado no free shop de SP, pois é muito caro na França e não compensa. Para mim eu trouxe maquiagens e protetores solares que estavam em promoção. Algumas balinhas e chocolates. Só.

Comunicação. Toda noite, lá meia noite, aqui 19horas, falávamos com os meninos através do Google Talk. Conectávamos lá o notebook que levei e meu irmão conectava daqui, pela câmera eles nos viam e nós os víamos também. Maravilhosa tecnologia! Eu me imaginei num episódio da família Jetson, rs...
Fiquei preocupada se eles sofreriam com nossa ausência, mas felizmente nem ligaram tanto, ou disfarçaram muito bem, rs...
A saudade que eles sentiam sumia em aproximadamente 3 minutos, quando perdiam o interesse em falar conosco e iam fazer coisas mais importantes (brincar com o primo ou jogar no micro). Tive que ouvir o Dudu se queixando que queria era jogar no computador invés de falar conosco. Desalmado! Rs...
Alguém já ouviu dizer que as crianças são melhores longe dos pais?
Pelo menos foi o que nossas super babás (sogra, mãe e mãe Maria) nos relataram.
- Dudu e Guilherme dormiram direitinho?
- A noite toda. Eu é que acordei para ver se eles estavam bem.
Só rindo mesmo... os pestinhas passam a noite andando do quarto deles para o nosso quando estamos em casa. Há dias em que me deito ao lado do Rubens, no meio da madrugada acordo e vejo o Dudu ao meu lado e pela manhã quem encontro é o Guilherme. Esses três patetas passam as noites na dança das cadeiras e eu acabo sendo a maior prejudicada por ter sono leve e demorar a pegar no sono novamente.

O Dudu melhorara da gripe/sinusite/adenosite/os medicos não sabiam direito. Fiquei apreensiva antes da viagem pois o menino apresentava febre de mais de 39 graus. Como a consciência pesada de viajar e deixar meu filhinho doente, comecei a surtar. A pediatra dele não podia atendê-lo, o menino já tomava antibiótico há dois dias, mas o febrão continuava, levei-o a um médico bambambam particular. Péssima idéia. Dinheiro jogado no lixo. O médico mandou que continuássemos com o antibiótico e pronto. Foram as jujubas mais caras que o Dudu já comeu em toda a sua vida...rs... O médico deu balinhas a ele e pela consulta cobrou "apenas" R$ 250,00. Saí tonta do consultório e lamentando a perda do dinheiro. Nunca mais. Por que eu não aprendo? Pelo menos o Dudu melhorou, pois pensamos em adiar em uma semana a ida à Paris. Imaginem se tivéssemos feito isso? Pegaríamos o ar da tragédia do 330. Mesmo viajando de Tam, imaginem o medo que eu ficaria?
Chegamos ao Brasil no sábado e no domingo aconteceu a tragédia com o avião da Air France. Gente, fiquei arrasada, me emocionei com os parentes das vítimas e tive pesadelos à noite. Pensar que passei pelo mesmo lugar há apenas uma semana! Nossa, é de pirar!

Dudu. O Dudu continua sem vontade de ir à escola, mas não faz mais drama e gosta da atual professora. Gosta de robôs, transformers, monstros e alienígenas (Ben10). Quando brigamos com ele, o menino faz uma cara feia de raiva. Ele obedece mais que antes, contudo nunca quer cumprir suas obrigações (escovar os dentes, fazer as refeições no horário e dormir). Ô menino custoso! Rs... Mas esse é o meu menino...
Beijos a todas.



Às 16:51

1 Aqui também pode!

1 Comentários:

Oi, Catarina!!
Acompanho seu blog desde a época da minha gestação, ano passado... Tive meu bebê, o Rafael, em agosto/2008. Ele está com 10 meses e continuo acompanhando a sua história e seus pimpolhos!
É engraçado como aprendemos a ter carinho por pessoas que nunca vimos! Adoro acompanhar vocês!
Um abração!
Li

By Anonymous Liliane - SP, at 2 de julho de 2009 10:47  

Post a Comment